sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

O abandono de Messejana. A quem recorrer?

Apontamos inúmeras vezes deficiências e falta de serviços públicos na área de Messejana, objetivando com isso cumprir nossa missão de cidadania, de cobrança pelos direitos da população. Gostaria que os moradores da comunidade ajudassem tanto na cobrança de seus direitos, como também indicando as deficiências em todos os setores.


OS PROBLEMAS DE MESSEJANA RELATADOS PELA COMUNIDADE

Através de alguns textos publicados pelo Portal Messejana, alguns cidadãos apresentaram, comentários, críticas e sugestões com referência a Messejana. Dentre essas matérias valem ser mencionadas “Messejana, Qual?” e “Lagoa de Messejana, Qual?”, ambas escritas pelo Dr. Parente Brandão, médico, filho de Messejana, portanto com conhecimento de causa do ANTES e do AGORA. Os artigos referem à falta de saneamento básico, de cuidados com as vias, da situação da feira-livre, da falta de segurança etc.

O Estado trata relativamente bem de suas estradas, pavimentação etc. A Washington Soares e CE-040 são constantemente assistidas pelas autoridades estaduais, que visam, por exemplo, o fluxo de turistas pelas praias leste.

Por outro lado o que compete ao Município não funciona de modo satisfatório. Por que isso? A Regional VI não tem autonomia? Ou há retardo nas comunicações com a administração central do Município?  O Portal Messejana oferece espaço para explicações, do mesmo modo que gratuitamente mantém uma coluna intitulada INFORMES DA REGIONAL VI em sua página principal. A qual divulga todos os informes de acordo com o recebimento das matérias da assessoria de comunicação daquela Regional.

CASAS NOTURNAS COM FUNCIONAMENTO IRREGULAR E SOM ALTO

Existem reclamações as mais diversas, de som de carros em estabelecimentos de fachada (bares) nas imediações da Avenida Barão de Aquiraz com a Rua José Hipólito, onde durante e principalmente nos finais de semana o som corre solto, sem nenhum respeito aos moradores das imediações. A Lei do Silêncio “é brincadeira” em Messejana.

Virou anarquia mesmo. Cada um pára o carro e “som na caixa”. Bêbados, certamente. E a população não pode agir por conta própria, tem que esperar providências das autoridades e dos órgãos competentes. A prefeitura, a polícia etc. visto que são criados e pagos para exercer tal papel.

A Lei Seca nem a do Silêncio parecem que não vigoram nessa região. Por quê? Essa interrogação deixa margem de dúvidas quanto ao interesse das casas noturnas de que NÃO HAJA fiscalização à noite ou nas voltas dos embalos de sábado à noite, com muita cerveja na cabeça e perturbando a todos. A própria Ronda do Quarteirão diminuiu muito suas passagens pela área, como ocorria no princípio, quando a situação realmente melhorou.

OS BURACOS, ESGOTOS A CÉU ABERTO E A INFESTAÇÃO DAS MURIÇOCAS

As ruas estão muito esburacadas, pondo em risco os veículos que nelas circulam e os pedestres, que nas calçadas também podem ser atingidos, após os desvios violentos de motoristas que são surpreendidos pela quantidade e tamanho dos buracos. E a explicação de que está chovendo muito “não cola”, porque se esperar pela estiagem tudo se destruirá mesmo. O Portal Messejana deverá fazer um levantamento fotográfico de outras áreas, que serão motivo de divulgação. A comunidade pode fazer indicações dos pontos críticos, que podem ser dirigidas para o email contato@portalmessejana.com.br

Em Messejana são muitos os buracos, os esgotos a céu aberto continuam em diversos locais (as residências e os estabelecimentos não sofrem fiscalização da Regional VI? E se são fiscalizadas por que os resultados não aparecem? E se tomam providências porque a situação não muda e os esgotos são corrigidos? Há alguma coisa errada nisso. E a infestação de muriçocas em toda a região aumenta. O carro “fumacê” passou na área pouquíssimas vezes. E as ameaças de dengue continuam...



Veja também nas redes sociais:

Nenhum comentário:

Postar um comentário