quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Considerações Iniciais - Blog do João Ribeiro

Iniciamos este blog hoje, dia 15 de fevereiro de 2013. O objetivo é tão somente registrar observações minhas sobre assuntos da vida, do dia a dia, sem nenhuma pretensão jornalística, mas ficaria feliz em saber que as pessoas um dia leram alguma coisa e aproveitaram seu conteúdo. O título, como em muitos documentos, traz essas "Considerações Iniciais" as quais considero importantes.

Como a vida está se tornando mais complicada a cada dia. Ou não, pode ser que as experiências acumuladas reflitam uma complexidade que não existe. Mesmo assim comparo a vida de hoje com a de alguns anos e acho que antigamente a coisa era mais serena, mas leve, mais agradável, mas o passado não é o caso e sim o presente, porque o recebemos a cada dia de vida.

Os textos que escreverei a seguir serão frutos da realidade diária da vida, portanto vamos nos preparar para o início dessa pequena viagem no Blog do João Ribeiro e espero que vocês gostem da companhia.

Um pouco de mim e sobre o que penso da vida e de nossa existência

Tive minha vida de músico da qual trago experiências incríveis e inesquecíveis, escrevi um livro com essas historias - "O Big Brasa e Minha Vida Musical", lançado em 1999.

Depois disso trabalhei muito anos na área de inteligência do governo federal e tive a oportunidade de conhecer uma atividade belíssima e nobre, onde você tem certeza de que realmente contribuiu, nem que seja de uma forma pequenina, para o bem do Brasil. E por último estamos participando de uma entidade, o Instituto Portal Messejana, de Fortaleza, Ceará. Mais uma experiência de vida, contatos técnicos para a manutenção do site, com fotografia, vídeo, filmagens e até mesmo viagens.

Foram períodos distintos em minha vida, todos muito bons, graças a Deus. Agora estamos iniciando uma última travessia, talvez se torne a mais difícil pelo desconhecido, mas ao mesmo tempo prazerosa pelos conhecimentos adquiridos. Em nosso país a cultura ainda é de valorizar tudo o que é novo, diferentemente da cultura oriental, onde o povo valoriza muito as experiências de vida e respeitam aqueles que tem mais DNA - Data de Nascimento Avançada (o que não é o meu caso ainda).

Sou um cara prático, que gosta muito de eletrônica e de tecnologia em geral. Acho os circuitos eletrônicos, os chips, todos esses avanços, uma verdadeira arte. Aprecio muito a música em sua essência e a evolução dos equipamentos musicais. Com toda certeza na medida em que a tecnologia foi aumentando os talentos foram diminuindo, pela facilidade encontrada. 

Pratiquei radioamadorismo por longo tempo (radioamador Classe “A” de Prefixo PT7-JSN)  e tive oportunidade de fazer contatos diversos com 171 países, mas a fase passou. Aprecio a simplicidade em tudo e não sou chegado a requintes de forma alguma.

Ultimamente estou lendo mais sobre religião (inclusive sobre Espiritismo, dentre outros temas), procurando me aproximar mais da Verdade. 

Sobre a Humanidade
Sobre os homens, acho que alguns (a minoria) fazem muitas coisas importantes aqui na terra mas outros (a maioria) não enxerga direito o que deseja e fica sem estabelecer as prioridades corretamente. Por exemplo, enquanto são gastos milhões para saber se existe água em determinado planeta, não conhecemos o mar, que está aqui na terra! Só conseguem ir até mais ou menos seis mil metros, apenas perfurando, mas sem nada conhecer. Perdem um tempo procurando coisas no espaço e desperdiçam as verbas de pesquisas na área da saúde. Perdemos nossas batalhas (nossas vidas) quase sempre por infecções causadas por um inimigo que nem sequer vemos... De nosso cérebro não conhecemos quase nada, estamos engatinhando. E as guerras? As interferências de países em outros países? É o homem se matando sempre, de forma absolutamente idiota. Alimentando uma fome de uma indústria de armas que controlam muitos governos, sob a bandeira da "Paz", mas eliminando de forma cruel seus semelhantes.

Seríamos mesmo uma forma inteligente? Acho que ainda estamos em um processo evolutivo em uma escala talvez intermediária, precisando avançar muito. Primeiramente para deixar o orgulho de lado. Nosso sangue é igual e o de todo mundo é vermelho, ainda que algumas pessoas pensem que pode ser azul. As relações humanas para mim poderiam ser mais simples e sinceras. A sociedade em si tem que avançar muito, os governos ainda mais.

Gosto muito quando alguém cita aquele conhecimento de que bastaria um mandamento em uma Constituição para ser perfeita: não fazer o mal ao próximo. Se esta simples regra fosse cumprida não precisaríamos de milhares de leis... Aprecio demais a organização, os planejamentos, a disciplina. A liberdade por si só, sem limites, pode receber outra denominação. O que vemos no Brasil de hoje é uma democracia que precisa ser em muito aprimorada. As leis dos ricos são completamente diferentes das leis dos pobres.

Bem, um grande abraço em todos e com essa introdução tentarei escrever sobre variados assuntos da atualidade, dentro logicamente de minhas limitações técnicas, culturais e filosóficas, mas com toda a boa vontade possível!


Colocarei um link deste blog no Portal Messejana e no meu Facebook para que mais pessoas possam compartilhar os temas abordados.

João Ribeiro da Silva Neto

Veja também nas redes sociais:

Nenhum comentário:

Postar um comentário