segunda-feira, 27 de abril de 2015

Que importância você dá ao dinheiro e ao trabalho? Você respeita seus limites?


 
As pessoas são muito diferentes. Umas se apegam mais a bens materiais, ao consumo e outras ao trabalho, em detrimento às vezes de outras coisas também importantes. Cheguei à conclusão que o dinheiro deve servir apenas como moeda de troca mesmo. Isso é óbvio, algumas pessoas poderão dizer, mas não acho. E justifico pelo fato de que muitos de deixam dominar pelas coisas materiais e sua ganância ou inveja se desenvolvem de forma avassaladora, prejudicando a essência de seus espíritos.

Em primeiro lugar, minha opinião sobre comparações: jamais se coloque em inferioridade com outra pessoa por ela ter mais, possuir bens, ostentar poder. Não faça comparações, se possível. E se tiver que fazê-las observe pessoas que possuem menos que você ou tenham mais dificuldades na vida. Com esta atitude você dificilmente será atraído pela inveja ou sentimentos similares.

O respeito aos limites

Um ponto a ser observado criteriosamente são os limites. Eles existem de verdade e devem ser respeitados na maioria das vezes. Há exceções, por exemplo, quando um desportista tenta se superar. Neste caso uma força superior pode fazer com que ele consiga alcançar plataformas inatingíveis. Mas a observância de suas possibilidades fará com que sua vida seja mais fácil, mais tranquila e com menos ansiedade e estresse. Não adiantar uma pessoa que tem uma estatura baixa e frágil tentar concorrer com outra, bastante alta e forte, em se tratando de modalidades esportivas.

E o dinheiro e os bens materiais?

Voltando ao assunto dinheiro, considero que a melhor maneira de você conviver com ele é controlá-lo e não deixar que ele o controle! Fazer economia é bom, para se precaver de momentos difíceis que eventualmente poderão aparecer em sua vida, para a aquisição de um bem durável que foi colocado como uma de suas metas ou mesmo por razões de segurança de vida. Na medida em que agimos ao contrário, ou seja, guardamos um dinheiro apenas por ter, cada vez mais, não nos desprendemos de bens patrimoniais pensando que eles serão eternos ou que nossa vida será eterna, o dinheiro estará nos dominando.

E o trabalho, como afeta as pessoas?

Conhecemos pessoas que trabalham pouco e ganham muito; outras que trabalham muito e quase nada recebem e mais ainda, aquelas que nem trabalhos definidos possuem. Assim é a vida. Quando se é muito jovem os sonhos podem ser bastante altos. À proporção que o tempo passa muitos sonhos se transformam em ilusões. O importante é que você esteja sempre consciente disso. Nem tudo será possível alcançar. E transmita essa ideia para os mais jovens no sentido de que expectativas exageradas não sejam formadas. Tente aceitar e ser grato pelas vitórias conquistadas, grandes ou pequenas, não interessa. Elas foram conseguidas por seus méritos e de acordo com suas possibilidades.

A superação é importante

Em todas as circunstâncias a superação, a vontade e a determinação podem ser fatores de maior importância na vida das pessoas. O que isso significa? Que existem pessoas que por terem nascido em desvantagem física com relação a outras conseguem se superar. E desenvolver um trabalho, uma arte de forma espetacular. É isso tudo que torna a vida simplesmente mágica e possível de ser bem aproveitada de todas as formas. Não tenho opinião formada sobre a influência do nosso espírito em nossas vidas. Mas certamente traços advindos de outras vidas, quem sabe, podem ser revelados em nossas existências atuais. Talvez fosse uma explicação para os dons que recebemos em nosso presente maior, a vida!



Veja também nas redes sociais:
 


  
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário