sexta-feira, 27 de março de 2015

A corrupção que desmoraliza um país inteiro


Um país estagnado
O governo do Brasil praticamente ainda não começou 2015... Está atrapalhado ao tentar desesperadamente corrigir erros enormes do período anterior. E o pior, sem reconhecer seus próprios erros e dialogar de forma constante com os meios políticos. Este diálogo também está difícil porque a classe política possui em seus quadros muitos partidos, com ideologias e interesses diferentes. E boa parte não tem como objetivo as melhoras do Brasil e sim de suas próprias carreiras, o que é vergonhoso.

A corrupção atingiu índices nunca vistos

A corrupção contaminou vários setores e infelizmente a cada dia surgem mais e mais denúncias e sucessivos escândalos são descobertos pelo Ministério Público e Polícia Federal. Assistir aos noticiários pode fazer com que nos sintamos deprimidos ao constatar o grau dos desmandos, desvios, roubos, falcatruas. Uma pessoa comum não sabe nem mais o que está sendo apurado. Além da crise na Petrobrás, com um rombo gigantesco que envolveu funcionários, políticos, doleiros, empreiteiros, houve recentemente a descoberta de um desvio na Receita Federal que poderá ser duas vezes maior. Tanta gente flagrada com dinheiro na cueca, na calcinha, em contas secretas na Suíça e paraísos fiscais, filmagens mostrando prefeitos, funcionários públicos, médicos, policiais e tantos outros profissionais envolvidos com a corrupção no país. Uma cena constante nos noticiários são pessoas algemadas que vão e que vem, prestando depoimentos, delações premiadas, comparecendo às Comissões Parlamentares de Inquérito (CPI) que nunca alcançam seus objetivos ou simplesmente sendo levadas para carceragens e presídios. 

Temos que nos agarrar à tábua de esperança, que no momento é representada de forma brilhante pelo Ministério Público e pela Polícia Federal.

Crise em várias instituições e setores

Além disso, nada funciona de forma plena no país. A segurança pública, a Saúde, Educação, Economia, os transportes públicos, o trânsito caótico e o pior dos males em nosso entendimento: a Impunidade.

Como a população é atingida

Em vista deste quadro deplorável a população sente ansiedade, padece, fica endividada, recebe péssimos exemplos vindos de cima, das organizações criminosas que se formaram no país. Isso mesmo: não adianta dizer que a corrupção começa pelo cidadão comum... Começa, sim, a partir dessas quadrilhas instaladas no poder, que envolvem empresários, políticos e gestores, funcionários públicos e profissionais liberais. Tudo movido pela impunidade. Existem leis, mas não são cumpridas ou demoram muito para serem. Há processos que levam 20 anos para serem concluídos e assim os réus escapam da lei.  

A população que é consciente está atônita. A parcela que não tem muito conhecimento para entender a gravidade da situação sente no bolso, na perda de empregos e nas maiores dificuldades geradas pela inflação.

Ministérios demais, partido políticos em excesso

Parece piada, mas não é. Uma pergunta: você sabe quantos são os ministérios que formam o governo federal? Se você respondeu afirmativamente parabéns. São 39. E agora quem se atreve a dizer quais são esses ministérios? E o nome dos ministros correspondentes às pastas? Agora a coisa complica muito. Dificilmente uma pessoa normal saberá responder. Talvez com uma consulta ao “Google” este problema estará resolvido. Mas Google? Será que os brasileiros nos rincões mais distantes sabem o que é? E a ele tem acesso? E a mesma pergunta quanto a partidos políticos: quantos são, quais são... Precisaríamos de um programa de computador para saber disso tudo e ainda mais com as alterações que são procedidas constantemente.

Infelizmente o que vemos é que terminando o primeiro trimestre do ano o governo brasileiro ainda não iniciou os trabalhos. Uma conversa infindável de nomeações, nomeações diversas para atender a partidos políticos, troca de cargos e negociações, tudo isso junto a inúmeros escândalos que pipocam de todas as áreas, envolvendo corrupção nos mais variados níveis e locais.

Uma luz no fundo do túnel?

Na realidade existem em andamento diversas operações do Ministério Público e da Polícia Federal, os quais têm trabalhado com afinco nas questões. Um serviço árduo, impedido, dificultado por ingerências políticas, pelas próprias leis e sua quantidade de recursos ocasionando em muitas vezes em sérias dificuldades para condenar os envolvidos.

Temos que nos agarrar à tábua de esperança, que no momento é representada de forma brilhante pelo Ministério Público e pela Polícia Federal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário