quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Metas, um motor para a vida!

Aprendendo alguns segredos da mente

Quando mais novo dificilmente elegia uma meta ou sequer pensava no assunto. O tempo vai ensinando a nós, gradativamente, como se defender de alguns percalços da vida, como melhorar ou abrandar eventuais crises no trabalho ou em qualquer tipo de relacionamento. Eu acho que este assunto vai lhe interessar.

Não resta dúvida que há problemas difíceis, quase insolúveis, mas que podem ser bem administrados de maneira a ficarem suportáveis. Ou muitas vezes os tais problemas nem mesmo existem na plenitude ou na força com que os recebemos ou como nossa mente os trata.

Quem manda em sua mente? Li em uma oportunidade algo que me ensinou uma lição importante para minha vida. Dizia o texto que em dezesseis linhas eu poderia encontrar uma solução inédita em minha vida. E assim o foi.

A lição preconizava que existem pensamentos bons e maus que atuam em nossa mente, algumas vezes chegando mesmo a nos orientar sobre um assunto, uma dúvida, ou mesmo podem nos confundir. Como será possível isso? Chamadas forças reativas falam conosco como se fossem do Bem. E alguns segundos podem nos iludir, como se estivessem do lado do Mal, agindo negativamente sobre nós.

É bem assim, apenas, por exemplo: quando você decide realizar alguma tarefa, sua mente pode lhe dizer “vá em frente” ou “não faça isso”. Neste momento não é você quem está propriamente pensando. Está recebendo cargas de seu lado inconsciente que podem lhe prejudicar. E o que fazer para resolver este conflito? A resposta é simples: pense imediatamente e “grite” de forma mental com aquelas vozes que lhe falam, de forma conflitante, e diga: “parem com isso!”. Quem manda em mim sou eu e não vocês! E medite em seu nome como se tivesse acabando com aquela confusão toda. É muito simples... Após fazer isso você vai sentir que tudo se acalmou e que sua mente ficou mais livre. Você assumiu o comando novamente!

Pratique sempre este exercício

Isto tudo é um exercício, que deve ser repetido todas as vezes que tais fatos ocorrerem. Sua mente dominando os diferentes aspectos reativos que querem mandar em você!

O estabelecimento de metas é importante

Aliado a esta técnica, no dia a dia, você deve traçar metas. Sim, metas de curto, médio ou longo prazo. Mas que ocupem sua mente e seu corpo em tarefas voltadas para o Bem, impedindo que um eventual vácuo provocado por ociosidade no pensar deixe-o cair em uma cilada. Estabeleci neste ano mais uma meta! A de atualizar todos os meus registros escritos, de diferentes épocas da minha vida e organizá-los de forma a publicar um livro. Com que objetivo? O de registrar as ideias, os conceitos, e permitir que eles fiquem compartilhados com pessoas com quem eu convivo atualmente e com outras que talvez possam se beneficiar um pouco com os conteúdos.

Mas existem metas que servem muito bem para nos dirigir na vida. A organização dos documentos de uma casa, planejamento de férias, de passeios e outras tantas atividades que podemos nos valer.

Tente estabelecer metas! Não desista. Mesmo que não consiga alcançar os resultados obtidos pela primeira vez. Os campeões não iniciaram como tais. Os jogadores, técnicos e toda uma gama de profissionais não nasceram sabendo. E sim se aperfeiçoaram com os próprios erros!


(*) João Ribeiro é atualmente diretor, analista de conteúdo e editorialista do Portal Messejana, de Fortaleza, Ceará. Escreve também para seu blog – o Blog do João Ribeiro, no qual aborda assuntos de interesse geral da comunidade e de outros campos de expressão do poder nacional; também é Analista de Informações do Ministério do Trabalho, aposentado, cargo hoje denominado Oficial de Inteligência na atual Agência Brasileira de Inteligência (ABIN) da Presidência da República. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário